Gestantes recebem atendimento especial durante o período de pandemia em Arvorezinha

Um dos principais programas de acompanhamento de pacientes realizados pela Secretaria Municipal de Saúde precisou adaptar-se desde o início da pandemia de Covid-19 (novo Coronavírus).
Antes da pandemia, os encontros eram realizados mensalmente entre os grupos de gestantes, coordenados pelas equipes das ESFs, atualmente o atendimento a todas as gestantes passou a ser especial e individualizado na UBS do Bairro, pela equipe da ESF 1 e 2. É realizado o agendamento de consulta médica com ginecologista, evitando-se assim aglomeração na unidade e protegendo principalmente as futuras mamães e seus bebês.
“Nos atendimentos, realizamos o acompanhamento do pré-natal de baixo risco por meio da verificação de sinais vitais, solicitação de exames, orientações gerais, parto e nascimento, vacinação e orientações sobre o cuidado ao bebê e à puérpera logo após o parto”, explicou Raquel Zarbielli.

A enfermeira explica ainda que o acompanhamento da gestante e dos bebês são prioridades na atenção primária à saúde, onde os atendimentos presenciais são muito importantes e as condutas de proteção e prevenção ao coronavírus devem ser observadas por todos, e pede que todas as gestantes que forem a UBS utilizem máscara e higienize as mãos constantemente.

A Secretária Municipal de Saúde, Simone Dorigoni, fala da dificuldade que o município vem enfrentando desde que a Secretaria Estadual da Saúde aprovou a proposta de regionalização do parto e do nascimento, no ano de 2017, onde ficou estabelecido que os partos não pudessem mais ser feitos em hospitais de pequeno porte. Arvorezinha foi um dos 100 municípios afetados pela decisão.

“O município tem sala de parto, tem corpo clinico, um hospital equipado e preparado para realização de partos, mas com essa decisão vinda da Secretaria Estadual de Saúde nos deixa de mãos atadas, e nos obriga a encaminhar as nossas gestantes para Soledade, que é a referência do nosso Município”, lamenta a secretária.

“A Administração Municipal juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, luta incansavelmente para que possamos voltar a realizar partos no nosso Município, dando maior conforto as nossas gestantes e as suas famílias, e agora com a pandemia, constantemente entramos em contato com a Secretaria Estadual, para que liberem o nosso hospital para a realização de partos pelo Sistema único de Saúde, o SUS”, destaca Simone.

Curta e compartilhe:

Comenta aí, esse conteúdo foi útil para você?

Confira também:

10ª FEMATE e 2ª Festa do Jaracatiá foram canceladas em Arvorezinha

24 DPRI - DP de Ilópolis elucida dupla tentativa de homicídio.

92,3 comemora aniversário com com show on line